265 mil estudantes abandonaram curso superior privado, diz sindicato.

Um levantamento do Semesp (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo) aponta que, nos meses de abril e maio, 265 mil estudantes trancaram a matrícula ou abandonaram o curso superior em instituições particulares.

Outro ponto apontado pela pesquisa é o aumento da inadimplência — até o fim ano, 11,3% dos estudantes devem deixar de pagar ao menos uma mensalidade.

A pesquisa compara os dados deste ano com o mesmo período do ano passado. O levantamento, feito com base em uma amostra de 146 instituições, oferece um retrato atualizado dos índices de inadimplência e evasão com recortes por porte (pequeno/médio, grande) e por modalidade (presencial, EAD) do segmento privado da educação superior no Brasil.

Segundo a pesquisa, em maio, a taxa de evasão foi de 14,3% principalmente nos cursos presenciais. Se comparada com mesmo mês do ano passado, houve um aumento de 32%.

Outro ponto que acende o sinal de alerta nas instituições de ensino superior é a inadimplência. Um dos motivos apontados está no aumento do desemprego e redução de renda.

Pesquisa divulgada em junho pela ABMES (Associação Brasileira de Mantenedores do Ensino Superior) mostrou que houve um aumento de 75% na inadimplência entre abril e maio.

De acordo com o levantamento, em abril, 8% dos estudantes afirmaram que não pagaram o boleto referente àquele mês e não sabiam quando iriam pagar. Agora, eles representam 14% do total de alunos de ensino superior privado. A fatia que não teve quaisquer dificuldades para pagar a mensalidade passou de 47% para 49% em maio, enquanto os que pagaram após o prazo de vencimento caíram para 21%, ante 29% em abril.

O porcentual de alunos que vai continuar estudando independentemente do cenário caiu para 52%, ante 55% em maio e 57% em abril. Já o número de estudantes que vão seguir estudando, mas com risco de interromperem o curso, passou de 36% para 42% na terceira fase da pesquisa.

90.9 FM

Só sucessos