Farmácias de SP vão aplicar vacina contra gripe a partir de 13 de abril .

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que fechou uma parceria com mil unidades de farmácias e drogarias particulares para aplicação de vacinas contra a influenza a partir do dia 13 de abril na capital paulista. O anúncio foi feito em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (18). A medida poderá ser estendida a outros municípios do estado.

A campanha de vacinação nacional contra a influenza em postos de saúde começará na próxima segunda-feira (23). Segundo adiantou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na última semana, a vacinação começará com os idosos. “Pessoas com mais de 60 anos não devem sair de suas casas”, disse o governador.

O secretário José Henrique Germann afirmou que o governo estabeleceu o teto de 1.400 novos leitos em UTIs para atender à crise causada pela pandemia do novo coronavírus. “Já temos destinados 1.049 leitos”, disse Germann. Ainda de acordo com o secretário, o atendimento nos hospitais segue normal, “com condições de atender pacientes mais graves”.

O coordenador do Centro de Contingência para o Coronavírus no Estado de São Paulo, David Uip disse que o governo estadual fará “que for possível para evitar a morte dos paulistas”.

Por causa da pandemia, o ministério da Saúde antecipou a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza e inverteu a ordem de público-alvo, priorizando justamente os idosos, grupo mais vulnerável a ambas infecções. A primeira fase da campanha começa no dia 23 de março e segue até o dia 9 de maio, quando outros grupos passam a ser prioridade, entre eles crianças de 6 meses a 6 anos.

Uma das razões para antecipar a vacinação de idosos é que a proteção contra a gripe ajuda a prevenir o coronavírus. “É uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid 19”, informa o ministério da Saúde

90.9 FM

Só sucessos