Infarto na mulher pode passar despercebido. Menopausa preocupa

Written by on 19 de abril de 2019

O infarto na mulher possui características diferentes em relação ao infarto no homem. Segundo o cardiologista Marcelo Sampaio, da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, no caso da mulher as dores podem ter outra intensidade, irradiação e outros sintomas atípicos, como fraqueza e tontura. Por conta da diferença dos sintomas, a mulher demoraria mais tempo a procurar o pronto-socorro, quando comparada ao homem
Entre os sintomas que a mulher pode apresentar durante um infarto estão a ocorrência de náuseas, vômitos, palpitação, desmaios, suores frios, cansaço, fraqueza, tontura, além dos sintomas clássicos, como a dor no peito que irradia para o braço, falta de ar, dores na região cervical, dores nas costas e até mesmo na mandíbula. O cardiologista explica que, de maneira geral, esses sintomas ocorrem na mulher em uma idade superior a do homem, geralmente acima dos 55 anos, e a percepção dos alertas costuma ser menor.
Além da idade, a dificuldade na percepção dos sinais se dá por conta da diferença de características anatômicas da mulher, como as artérias, que têm um diâmetro menor que as dos homens, e pela questão hormonal. Segundo o cardiologista, quando a mulher entra na menopausa, ela perde a proteção do estrogênio, hormônio feminino que estimula a vasodilatação, aumentando a propensão ao infarto.


90.9 FM

Só sucessos

Current track

Title

Artist